10 salas moderninhas para você se inspirar

Eu, particulamente, adoro uma decoração com uma boa pitada de cor para a casa. E se for combinando com móveis e objetos moderninhos, melhor ainda. Dando uma olhadinha na minha pastinha de inspirações essa semana, vi que tinham muitas opções de decorações bem bacanas nesse estilo e achei que seria ótimo mostrá-las aqui. Então, resolvi fazer uma seleção de 10 salas moderninhas para vocês se inspirarem. Olha só:

Sala-de-estar-colorida-moderna

Fonte

Sala-de-estar-colorida-moderna (2)

Fonte

Sala-de-estar-colorida-moderna (3)

Fonte

Sala-de-estar-colorida-moderna (4)

Fonte

Sala-de-estar-colorida-moderna (5)

Fonte

Sala-de-estar-colorida-moderna (6)

Fonte

Sala-de-estar-colorida-moderna (7)

Fonte

Sala-de-estar-colorida-moderna (8)

Fonte

Sala-de-estar-colorida-moderna (10)

Fonte

Sala-de-estar-colorida-moderna (9)

Fonte

Qual ou quais decorações vocês mais gostaram? Me contem! 😉

Beijos!

Experimentando: Pipoca com cobertura sabor beijinho

Em uma de nossas andanças recentes pelo Walmart, encontramos essa pipoca com cobertura sabor beijinho da marca Yoki. Não sabemos ao certo quando ela foi foi lançada, mas como ainda não tínhamos visto em nenhum outro supermercado, acreditamos que ela tenha chegado há pouco tempo nas prateleiras daqui. 🙂

Resenha-pipoca-cobertura-beijinho-yoki (1)

Além da cobertura de sabor beijinho, encontramos também as opções de cobertura de caramelo, chocolate e morango. Ficamos com vontade de experimentar todos, mas como o preço estava um pouquinho mais salgado do que as pipocas comuns (R$ 4,35), decidimos levar a de beijinho para experimentar, que era a mais, digamos, diferente das outras.

Resenha-pipoca-cobertura-beijinho-yoki (2)

Pra quem pensa que é só abrir e colocar no microondas, a pipoca com cobertura funciona de um modo um pouquinho diferente. Ela vem com a embalagem comum da pipoca (a que usamos para estourar os milhos), mas também vem com um sachezinho separado com a cobertura, que deve ser colocado só depois de quando a pipoca estiver pronta. Os passos estão descritos de forma bem simples e clara na embalagem.

Resenha-pipoca-cobertura-beijinho-yoki (4)

Bom, colocamos os milhos para estourar no microondas e depois de pronto abrimos o pacote para ver. O primeiro susto veio com a quantidade de pipoca estourada. Todos os grãos estouraram, mas o saco da pipoca não estava nem pela metade! Fui ler a embalagem com mais calma e aí que está o ponto da questão: a pipoca com cobertura vem com somente 70 gramas, enquanto que as pipocas comuns costumam ter 100 gramas de conteúdo na embalagem. Acredito que essa “compensação” tenha a ver com o peso da cobertura que vem dentro da embalagem. Achamos que para uma pessoa só é uma quantidade ideal, mas para duas não dá para saciar tanto.

Resenha-pipoca-cobertura-beijinho-yoki (5)

Essa é a quantidade que vem dentro da embalagem, o suficiente para encher um pote médio, mas não um bowl de pipoca.

Resenha-pipoca-cobertura-beijinho-yoki (6)

Com a pipoca pronta e devidamente acondicionada em um pote com resistência para ir ao microondas (prestem atenção nessa etapa, para não utilizarem um pote que derreta no microondas!), é preciso cortar os três lados do sachê para liberar a cobertura por inteiro. Uma dica importante para não fazer sujeira é colocar o sachê alguns minutinhos antes no congelador para endurecer. O calor aqui no Rio é tanto que desde o momento da compra, até a hora de fazer a pipoca, a cobertura estava totalmente derretida.

Resenha-pipoca-cobertura-beijinho-yoki (10)

O próximo passo é cortar o sachê em quatro partes iguais. A embalagem sugere que se corte a cobertura em quadrados, mas eu preferi cortar os quatro pedaços todos na vertical, como mostra a foto acima. Achei mais prático fazer dessa forma.

Resenha-pipoca-cobertura-beijinho-yoki (7)

Agora é só posicionar a cobertura por cima da pipoca e levá-la novamente ao microondas, por no máximo 1 minuto e 40 segundos. Atenção! Na primeira vez que fizemos, a potência do microondas estava alta e acabou queimando um pouco a cobertura com apenas 40 segundos. Na segunda vez, fizemos em um microondas com potência mais baixa e os mesmos 40 segundos derreteram a cobertura o suficiente para misturá-la, sem queimar. Então, para não ter erro, derreta a cobertura por 30 segundos e abra para observar. Se achar que derreteu o suficiente, retire do microondas. Se ainda precisar de mais um pouquinho, coloque novamente por mais alguns segundos.

Resenha-pipoca-cobertura-beijinho-yoki (8)

Depois é só misturar a pipoca com o auxílio de uma colher e ela estará prontinha! Experimentamos e achamos uma delícia. Eu, que ainda sou mais fã de doces do que o Mario, amei o sabor da pipoca e fiquei com vontade de comer ainda mais. Dá pra sentir o gostinho do leite condensado, do coco e do cravo, característicos do beijinho.

Resenha-pipoca-cobertura-beijinho-yoki (9)

Então é isso, fica a dica para quem quiser experimentar! 🙂

Beijos,

Daiene e Mario.

10 marchinhas carnavalescas que falam sobre comida

Apesar de não sermos tão fãs de carnaval, gostamos de marchinhas, pois nos fazem lembrar dos carnavais-famílias em clubes. Para entrar na brincadeira, montamos uma lista de dez marchinhas que mencionam comidas, frutas, sobremesas ou utensílios de cozinha.

Pierrô Apaixonado (Noel Rosa e Heitor dos Prazeres / 1935)
A Colombina entrou num butiquim / Bebeu, bebeu, saiu assim, assim / Dizendo: “Pierrô, cacete! / Vai tomar sorvete com o Arlequim!”

Cachaça não é Água (Mirabeau Pinheiro, Lúcio de Castro, Héber Lobato e Marinósio Filho / Década de 1950)
Você pensa que cachaça é água / Cachaça não é água não / Cachaça vem do alambique / E água vem do ribeirão
Pode me faltar tudo na vida / Arroz feijão e pão / Pode me faltar manteiga / E tudo mais não faz falta não

Chiquita bacana (Emilinha Borba / 1949)
Chiquita Bacana lá da Martinica / Se veste com uma / Casca de banana nanica

As águas vão rolar (Zé da Zilda, Zilda do Zé e Waldir Machado)
As águas vão rolar / garrafa cheia eu não quero ver sobrar / eu passo a mão na saca, saca, saca-rolha / E bebo até me afogar, deixa as águas rolar

Marcha da cueca (Carlos Mendes, Livardo Alves e Sardinha)
Eu mato, eu mato! / Quem roubou minha cueca / para fazer pano de prato

Acorda Maria Bonita (Antônio dos Santos)
Acorda Maria Bonita / Levanta vai fazer o café / Que o dia já vem raiando / E a polícia já está de pé

A Baratinha (Mário São João Rabelo / 1917)
Perna de porco é presunto / Mão de vaca é mocotó / Quem quiser viver feliz / Deve sempre dormir só

A melhor fruta da terra (Braguinha / 1938)
Iaiá, você tem razão / Seu coração não se engana / A melhor fruta da terra, iaiá / É a banana
O tio san / Já não quer comprar café / Como é que é / Mas se o titio isso não resolver / Yes, nós temos bananas / Pra dar e vender

Rancho da goiabada (João Bosco e Aldir Blanc / 1976)
Os bóias-frias quando tomam umas biritas / Espantando a tristeza / Sonham , com bife à cavalo, batata frita / E a sobremesa / É goiabada cascão, com muito queijo, depois café

Zé marmita ( Brazinha e Luiz Antônio / 1953)
Numa lata Zé Marmita traz a bóia / que ainda sobrou do jantar / Meio-dia, Zé marmita faz o fogo / para a comida esquentar

Curtiram?

Beijos,

Daiene e Mario.

Um passeio pela feira de São Cristóvão (RJ)

No último domingo, eu e o Mario reservamos o dia para dar uma garimpada bacana na “feirinha de sucatas” que fica em uma das ruas de São Cristóvão e aproveitamos para fazer um passeio também pelo Pavilhão de São Cristóvão, em busca de alguns itens da culinária nordestina que a gente adora e só encontra por lá. Para quem não é do Rio ou ainda não teve a oportunidade de conhecer, fica a dica: é um ótimo lugar para comprar temperos, doces e bebidas tipicamente nordestinas, além de ter muitas opções de restaurantes para quem procura por pratos prontos.

Feira de São Cristóvão (RJ) - Feira Nordestina

Feira de São Cristóvão (RJ) - Feira Nordestina

Feira de São Cristóvão (RJ) - Feira Nordestina

Tem cultura mais nordestina do que a literatura de cordel? Esse carrinho que fica parado em uma das entradas da feira é de um senhor super simpático que revende cordéis de diversos autores. Vale a pena dar uma olhada (e também boas risadas)!

Feira de São Cristóvão (RJ) - Feira Nordestina

A Feira de São Cristóvão também é um ótimo lugar para quem procura por itens para a casa, como redes de dormir, edredons, lençóis, tapetes, toalhas… Tudo muito artesanal, colorido e rico em detalhes. Para quem adora renda, crochê e entrelaçados, é um prato cheio.

 

Sim, os acessórios! Você encontra um monte deles por lá. Há inúmeras opções de chapéus e bolsas, para todos os gostos e bolsos. Tudo muito artesanal e com a presença de muita palha, fios naturais, couro, franjas… Você também vai esbarrar com muitas opções de roupas por lá, mas para encontrar alguma coisa bacana mesmo tem que garimpar. #ficaadica

Feira-de-sao-cristovao-rj (7)

Feira-de-sao-cristovao-rj (8)

A parte mais rica e abundante da feira é, sem dúvidas, a gastronomia. O colorido, o cheiro, o visual, o paladar… Tudo muito tentador e que vai te fazer querer passar horas andando por lá. Olha só que linda essas garrafinhas com pimentinhas aí em cima. Além de ser um ótimo item para se ter em casa, ainda serve como opção de presente para dar para a família ou os amigos!

Feira-de-sao-cristovao-rj (21)

Feira-de-sao-cristovao-rj (3)

E para te deixar com água na boca, vou listar só alguns dos produtinhos que você encontra fácil fácil por lá: melado de cana, alfini, coxão de moça, pé de moleque, cocada, bolos caseiros, balas caseiras, cristalizados, goiabada, bananada, biscoitos, mel, manteiga de garrafa… Hummm, uma delícia!

Feira-de-sao-cristovao-rj (15)

Feira-de-sao-cristovao-rj (16)

Feira-de-sao-cristovao-rj (17)

E para quem quer se aventurar a fazer pratos usando ingredientes diferentes do que estamos acostumados por aqui, está aí uma boa dica: algumas lojas vendem vários tipos de farinhas e feijões a quilo, como o feijão sempre verde, farinha do pará, farinha do maranhão, farinha d’água…

Feira-de-sao-cristovao-rj (18)

Olha o que encontramos por lá: amendoim com casca, muito amor! <3

Feira-de-sao-cristovao-rj (19)

E como a gente adora uma boa embalagem, não dá para deixar passar batido alguns produtinhos como esse que está aí na foto, a Manteiga Itacolomy, que vem em uma latinha de ferro bem lindinha e com carinha vintage, que dá até para fazer parte da decoração da casa depois…

Feira-de-sao-cristovao-rj (2)

Feira-de-sao-cristovao-rj (1)

Outra coisa bacana que encontramos por lá foram essas opções de doces caseiros premium, que além de terem menos açucar, ainda vem em embalagens muito bem feitinhas e que dão água na boca só de olhar. Não dá pra resistir não, é?

Feira de São Cristóvão
Endereço: Campo de São Cristóvão S/N (Pavilhão de São Cristóvão)
Horário: Terça à quinta – 10h às 18h (Entrada franca) | Finais de semana: 10h de sexta às 21 h de domingo (Entrada R$ 3,00, exceto em dias de show)
Telefones: (21) 2580-5335 | (21) 2580-6946
Estacionamento: R$ 10 (terça à quinta) | R$ 13 (sexta, sábado, domingo e feriados)

Beijos e até!

Daiene Calmon