Descarte incorreto de roupas e acessórios pode ser diminuído com reciclagem e ressignificação

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria Textil e da Confecção (ABIT), todos os anos cerca de 170 mil toneladas de resíduos têxteis são descartadas de forma incorreta no lixo comum. Um dos grandes motivos que gera essa problemática é a falta de informação sobre a ressignificação e a reutilização de roupas e acessórios que não servem mais, não fazem parte do estilo ou apresentam desgaste.

Segundo Mayara Behlau, professora do Núcleo de Criação da Escola de Moda Sigbol, é necessário reconhecer o fim de uma roupa e pensar criativamente no que fazer com ela depois disso. “Se uma peça desbotou, encolheu ou apresenta desgastes (manchas, rasgos) em função de maus cuidados na higienização ou da qualidade, é hora de pensar no descarte consciente”, explica a especialista. Uma das opções pode ser picotar aquele produto e fazer enchimento de almofadas, por exemplo. “Mas se o motivo do descarte é a mudança de estilo pessoal, customizar é a alternativa”, continua Mayara. No caso de calças que não servem mais ou foram manchadas durante a lavagem, a modalidade ‘destroyed’ está em alta e não necessita de mais nada além de uma tesoura afiada e a criatividade. “Bordados, aviamentos, recortes, pinturas, enfim, é possível mudar e adaptar completamente de acordo com o gosto pessoal e as tendências atuais“, finaliza.

Sigbol - Reciclagem e ressignificação de roupas

Uma opção muito comum e importante é a doação de roupas, como a Sigbol faz todos os anos. A rede possui pontos de coleta e realiza distribuição através de entidade assistencial. Carolina Nogueira, também professora de moda da Sigbol, em São Paulo, alerta: “Quando ressignificamos, ajudamos o meio ambiente. Infelizmente muitas indústrias têxteis ainda despejam muitos produtos químicos na natureza durante o seu processo. Além disso, uma roupa pode demorar meses ou centenas de anos para se decompor, dependendo do seu material. Ressignificar é dar um novo olhar e uma nova vida para algo que seria descartado“.


“Passamos por vários ciclos em nossas vidas com carreira, família, saúde e tudo isso impacta no nosso vestuário. Uma pessoa que se aposenta, por exemplo, com certeza não vai mais se identificar com suas roupas se o seu dress code era formal e agora ela tem uma vida que pedem roupas mais casuais. O autoconhecimento é a base para uma vida equilibrada internamente e externamente”, conclui Carolina.

Sobre a Sigbol

A Sigbol é uma franquia que oferece cursos especializados em moda. A rede concentra 30 unidades no estado de São Paulo e Goiás. A marca foi a primeira a oferecer esse tipo de curso no país, com início em 1969. A estreia no franchising ocorreu em 2011. Nos 50 anos de atuação, a Sigbol já formou mais de 130 mil alunos. Os cursos variam de aprendizados básicos em corte e costura a cursos de criação e design, como moda pet, moda praia, e desenho técnico. Recentemente, a rede lançou o curso de Corte e Costura completamente online, uma forma de driblar a pandemia e alcançar novos mercados.

A franquia oferece dois modelos de negócio Smart e Full, com investimento inicial a partir de R$ 90 mil e retorno do investimento a partir de 6 meses.

Compras na Shein: Roupas, acessórios e bijuterias!

Hey, meninas! Pra quem ainda não viu, no final de novembro fiz compras na Shein e mostrei tudo em detalhes no vídeo que eu postei lá no canal no dia 1º de janeiro. O tempo de entrega foi de apenas 16 dias e eu não fui taxada. Comprei quatro peças de roupas bem legais, dois cintos e algumas bijuterias e todas as peças couberam direitinho e vieram em perfeito estado. Para assistir o vídeo, é só dar o play aí embaixo! 🎬

Compras na Shein: Roupas, acessórios e bijuterias!

LEIA TAMBÉM: Shein é confiável? Tudo o que você precisa saber sobre a Shein!

Como vocês sempre perguntam, vou aproveitar pra deixar as referências, os links e as fotos das peças que eu comprei aqui embaixo! 😉

Compras na Shein: O que eu comprei?

Blusa Manga Bufante (Ref. 1137465)
Link: https://br.shein.com/Preto-Puro-Bolinhas-ocasional-Top-p-1137465-cat-2223.html

Compras na Shein: Roupas, acessórios e bijuterias!

Calça Jeans Tie Dye (Ref. 1572613)
Link: https://br.shein.com/Bolso-Tie-Dye-ocasional-Jeans-p-1572613-cat-1934.html

Compras na Shein: Roupas, acessórios e bijuterias

Camiseta Cropped Estampada (Ref. 1294138)
Link: https://br.shein.com/Branco-Gr%C3%A1fico-ocasional-Camiseta-p-1294138-cat-1738.html

Compras na Shein: Roupas, acessórios e bijuterias

Blusa Tule Angel (Ref. 1599247)
Link: https://br.shein.com/Malha-Contraste-Carta-ocasional-Camiseta-p-1599247-cat-1738.html

Compras na Shein: Roupas, acessórios e bijuterias

Cinto de Fivela Ocidental (Ref. 1774889)
Link: https://br.shein.com/Cinto-de-fivela-ocidental-p-1774889-cat-1875.html

Compras na Shein: Roupas, acessórios e bijuterias

Cinto de Fita (Ref. 957729)
Link: https://br.shein.com/Cinto-de-fita-simples-p-957729-cat-1875.html


Compras na Shein: Roupas, acessórios e bijuterias

Colar Coração e Cadeado (Ref. 1634266)
Link: https://br.shein.com/Colar-de-cora%C3%A7%C3%A3o-e-cadeado-p-1634266-cat-1755.html

Compras na Shein: Roupas, acessórios e bijuterias

Colar Angel (Ref. 1547176)
Link: https://br.shein.com/Colar-Carta-Com-Charme-Em-Camadas-p-1547176-cat-1755.html

Compras na Shein: Roupas, acessórios e bijuterias

Colar Boss (Ref. 1305671)
Link: https://br.shein.com/Carta-Colar-de-Charme-p-1305671-cat-1755.html

Compras na Shein: Roupas, acessórios e bijuterias

Colar Corrente Glitter (Ref. 1648872)
Link: https://br.shein.com/Colar-de-corrente-de-decora%C3%A7%C3%A3o-geom%C3%A9trica-p-1648872-cat-1755.html

Compras na Shein: Roupas, acessórios e bijuterias

Brinco Donuts (Ref. 1352160)
Link: https://br.shein.com/Brincos-de-cora%C3%A7%C3%A3o-com-rosca-p-1352160-cat-1757.html

Brinde da compra: Presilha de Pérolas (Ref. 760985)
Link: https://br.shein.com/SHEIN-Faux-Pearl-Decora%C3%A7%C3%A3o-Hairpin-4pcs-p-760985-cat-2097.html

Ah, e me sigam lá no Instagram @daienecalmon pra não perder as dicas e novidades! ❤️

Beijos!

Shein é confiável? Tudo o que você precisa saber sobre a Shein! (VÍDEO)

Não é novidade pra ninguém que a Shein está fazendo o maior sucesso entre as brasileiras nos últimos meses, né? Eu já fiz algumas comprinhas bem legais por lá, mas sei que muitas meninas ainda tem dúvidas se é confiável comprar na Shein. Por conta disso, eu resolvi preparar um vídeo bem completinho falando um pouco mais sobre a loja (você sabia que ela existe desde 2008?), sobre os preços dos produtos, tamanhos, política de devolução, tempo de envio, frete, formas de pagamento, como funcionam os pontos bônus, entre outras coisas. Inclusive falo no vídeo sobre as possíveis taxas alfandegárias e o que você deve fazer caso você seja taxada em alguma compra. É um vídeo bem informativo e que tem o intuito de ajudar principalmente quem está pensando em fazer a sua primeira comprinha por lá. Para assistir, é só dar o play aí embaixo! 😀

Shein é confiável? Tudo o que você precisa saber sobre a Shein!


LEIA TAMBÉM: Glambox vale a pena assinar?

Tópicos abordados no vídeo:

  • Sobre a loja – Shein é confiável?
  • Preços dos produtos
  • Tamanhos
  • Política de devolução
  • Tempo de envio e entrega
  • Taxas
  • Frete
  • Formas de pagamento
  • Como funcionam os Pontos Bônus
  • Como entrar em contato com a loja

Shein é confiável? Tudo o que você precisa saber sobre a Shein!

Ah, e não esquece de me seguir lá no Instagram @daienecalmon pra não perder as dicas e também conferir os meus achadinhos da Shein que eu estou sempre mostrando por lá! 😉

Espero que tenha gostado! ❤️

Malwee lança jeans “mais sustentável do Brasil” produzido com até um copo de água

Seguindo o novo posicionamento, “Moda Sem Ponto Final”, recém-lançado pela marca, no qual reforça o propósito em Sustentabilidade e Durabilidade, a Malwee acaba de lançar o Malwee Jeans – “o jeans mais sustentável do Brasil”. O novo Malwee Jeans é produzido com uma redução de no mínimo 80% de uso da água no processo fabril, podendo chegar a até 98% menos água utilizada durante a sua produção (o equivalente a um copo de 200 ml).

Outra novidade do novo jeito de fazer jeans da Malwee é que as peças são fabricadas sem químicos nocivos ao meio ambiente, comumente utilizados pela indústria têxtil. Em substituição a eles, a marca passou a utilizar químicos orgânicos. De acordo com a Gerente da marca, Patrícia Calixto, até a aviamentação foi repensada: a marca trocou etiquetas convencionais por materiais reciclados. Os tecidos também foram desenvolvidos para garantir maior conforto, vestibilidade e durabilidade, fabricados com tecnologia flex jeans, que garante a não deformação das peças durante o uso.

“É uma revolução na forma de produzir o jeans! Uma vez que o processo convencional de lavanderia possui alto impacto ambiental, consumindo muita água, químicos nocivos e energia, nós queremos conscientizar a indústria têxtil e de moda em geral, e principalmente os nossos consumidores de que é possível produzir de um jeito diferente, de forma mais sustentável, durável e com preço acessível”, defende Patricia.

Malwee lança jeans "mais sustentável do Brasil" produzido com até um copo de água

Veja também: Espírito Cacau lança nova linha de chocolates à base de cacau e leite coco


Uma das grandes inovações por trás do novo Malwee Jeans é a utilização de laser para reproduzir os efeitos de tingimento e desgastes nas peças. Esses efeitos são desenhados em um software e aplicados por um equipamento de alta precisão. O uso dos feixes de laser nessa fase do processo elimina grande parte da água e químicos nocivos, que seriam utilizados num processo convencional.

Para provar que a moda sustentável cabe em todos os gostos e estilos, o lançamento do “jeans mais sustentável do Brasil” conta com peças de diferentes modelagens e cortes, incluindo as famosas flare, mom e boyfriend. O destaque da linha, porém, fica a cargo da skinny e da modelagem push up, os carros-chefes da marca. “Pensamos em diferentes corpos e em diferentes estilos para criar o jeans com a melhor experiência de uso possível. O jeans é um ícone atemporal da moda e faz parte do dia a dia de todos nós. Nenhuma peça do nosso guarda-roupas é tão coringa quanto ele”, reforça Patricia.

As peças podem ser adquiridas no e-commerce da marca e também nas principais lojas multimarcas que vendem a Malwee em todo o Brasil.

Lab Malwee Jeans: tecnologia inédita na América Latina

Para produzir o novo Malwee Jeans, o Grupo Malwee, que detém a marca homônima, investiu R$ 9 milhões em um laboratório de desenvolvimento com tecnologia inédita na América Latina, embarcada da Espanha e desenvolvida pela empresa Jeanologia. Segundo a companhia, além da Malwee, apenas outras quatro empresas no mundo possuem esse tipo de processo completo para a fabricação de jeans, conhecido como “Lavanderia 5.0”. O novo Lab Malwee Jeans traz ainda mais eficiência reduzindo o lead time de produção. Isso tudo sem alterar as características do produto final. Na verdade, é possível ainda aumentar as variações de acabamento e detalhes.

Pioneiro em sustentabilidade na moda, o Grupo Malwee é reconhecido como uma das 20 empresas mais transparentes do mundo, segundo a última edição do Índice de Transparência da Moda (2019), graças ao histórico de investimentos ambientais que vai da criação e manutenção do Parque Malwee (criado em 1978 e símbolo do compromisso da companhia com a preservação ambiental) ao uso de matérias-primas sustentáveis em suas coleções, incluindo investimentos em reuso de água e energia ecoeficiente em todas as suas fábricas.

“A indústria da moda é cheia de discrepâncias: em uma ponta da cadeia, temos todo o luxo e glamour que a moda proporciona; e, na outra ponta, infelizmente ainda nos deparamos com processos fabris altamente poluentes e prejudiciais ao meio ambiente. É nossa responsabilidade e obrigação refletir sobre eventuais impactos negativos que essa indústria causa na sociedade e buscar soluções que garantam de fato a sustentabilidade no negócio, e no produto que chega para o consumidor”, observa o CEO do Grupo Malwee, Guilherme Weege. “Hoje, celebramos mais uma etapa do nosso objetivo de diminuir significativamente o impacto dos nossos produtos no meio ambiente, mas acreditamos que esse seja só o começo e que ainda temos muito a fazer”, explica o executivo.